Lobisomens do Século XXI - Wer (2013)

 

Apanhando o embalo da Rádio Cinemaxunga e do seu Ciclo de Lobisomens do Início dos Anos 80, decidi manter o uivo mas avançar uns anos. Cheguei à conclusão que tinha visto pouquíssima coisa deste subgénero. Talvez por ser menos explorado, por serem filmes mais independentes ou por eu ser um vendido às estacas e ao alho que não quer saber da Lua cheia. Quero sim, isto não pode ser só glamour, festas e pescocinhos, temos que comer o resto das moelas também. E eis que chegamos a Wer, realizado por William Brent Bell (The Boy) e encabeçado por A.J. Cook, a loira de Mentes Criminosas. Há 15 anos. O tempo passa a correr quando nos estamos a divertir. Também entra no O Último Destino 2, que começo a colocar à frente do primeiro no meu top semanal de Últimos Destinos. Mas voltando ao mistério: uma advogada americana em França vai defender um cavalheiro extremamente esquisito, que foi acusado de matar uma família de campistas. Culpado, inocente? Animal, humano? Não são as questões que nos conduzem o interesse (até porque são respondidas relativamente cedo) mas sim o (inovador) lado documental. Da ciência como resposta ao mito e à crença. Lobisomens pela verdade, tudo hiper violento, sem autorizações nem concessões. Boa malha.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quem sabe um dia

Mais uma dentada no queijo