quarta-feira, 24 de junho de 2009

Uma foto, um filme (IV)

O desafio é para todos vós. Consiste em agarrar numa foto tirada por nós, deixá-la aqui - em vossas casas - e perguntar a quem lê: que filme a imagem vos faz lembrar? Pede-se apenas o nome, sem porquês nem quês. A minha fotografia é esta. Aguardo pela vossas.

Verão nocturno

Esta é daquelas séries que encaixa directamente na categoria: "Mas isto existiu?". Sim, existiu. Nadador-salvador de dia, detective à noite, este Mitch era uma máquina!

O meu bar de eleição

terça-feira, 23 de junho de 2009

Músicas com chuva #4

BJ Thomas - raindrops keep falling on my head



«nothing seems to fit / those raindrops are falling on my head / they keep falling»

País das Maravilhas

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Soluções típicas dum filme confuso

É tudo um sonho ou o protagonista é esquizofrénico.

Take 16


Não venho do futuro; não venho salvar ninguém, nem mãe nem filho nem Neo, porque também não sou o escolhido. Já fui o oitavo passageiro mas agora encontro-me aqui apenas para informar que chegámos à plataforma número 16 desta gigantesca escalada. Mais uma Take, cheia que nem um ovo, cheia para vocês no sítio do costume.

http://www.take.com.pt/

Ten Million Slaves

A banda-sonora de Public Enemies inicia-se com esta canção. Iniciando e agravando o apetite por uma das obras mais esperadas do ano. Nós iniciamos também assim a semana que nos espera.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

O regresso da Miss

Amber Heard - para os amigos Mandy Lane - aparece nua em The Informers. "E então?A Jessica Biel também aparece nua em Powder Blue e não fizeste tal alarido!" Perguntam vocês. Por acaso acho que fiz mas aqui estamos a falar da Miss Créditos Finais 2008. Dona de qualquer espacinho ou cantinho aqui no estaminé. Logo, enquanto a adaptação da obra de Bret Easton Ellis não chega ao cinema, aqui está o trailer fresquinho de The Stepfather, um remake do thriller de 1987 com o mesmo nome.

Boom!

O Simão disse e muito bem: o Michael Bay é um menino ao pé do Roland Emmerich. Bem pode rebentar com as pirâmides e por robôs à bulha porque depois, em 2012, vem o outro e rebenta com isso tudo. Mas rebenta mesmo com isto tudo. Deve ter pensado "Bem acho que um dia - ou o da independência ou o depois de amanhã - não chega, agora quero mesmo é um ano e destruir tudo o que existe". Feito. O trailer aqui está e apesar de a própria sala de cinema rebentar também, tem óptimo (efeitos de topo) aspecto. Ah e tem a Amanda Peet. Lá vem o suspiro, e este explode também. Boooooom!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Enquanto não chega o trailer

Cold Souls

Just a small town girl, livin in a lonely world

Foi com ela que Os Sopranos terminararam. Para sempre. Foi também com ela que a malta de Glee iniciou a sua aventura. Para sempre, talvez (que por sua vez é um filme simpático). No meio karaoke Family Guy e outras tantas utilizações desta tema mítico dos Journey. Já a ouvi em todos os locais, em todos os dias, perseguindo-me de forma mais ou menos constante, mas nada, nada me preparou para isto. Sai uma vénia para a Ellen Page. E mais um copo disso que ela bebeu.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Músicas com chuva #3

REM - i'll take the rain



«i used to think / as birds take wing /
they sing through life / so why can't we?

if this is what you're offering / i'll take the rain.»

Tautou

Foi a sua beleza que me salvou do sono em O Código Da Vinci. Numa igual monótona banca de revistas é a sua capa na Vogue que me desperta a retina. É ela, dona do extraordinário, que me faz cuspir as palavras baratas do espanto. Audrey Tautou é das, é a, é daquelas, é a única, é é é. Actriz, bonita, mundo. Montem o resto e vejam o trailer de Coco avant Chanel por detrás da imagem.

domingo, 14 de junho de 2009

WCinema

Fui ao centro comercial Alegro. Fui ao cinema no centro comercial Alegro. Star Trek, aventura descomprometida a fazer lembrar longínquos sonhos dos anos 80. Mas não é isso que me traz aqui. No intervalo fui à casa de banho e tal não é o meu espanto quando na zona dos urinóis dou de caras com caras conhecidas, femininas, que com uma frase ou outra nos tentam intimidar naquele momento mais delicado.

Três trailers e suas razões

Creation
Não é a adaptação directa do "A Origem das Espécies" - não sei bem que filme isso daria mas desde que ouvi falar do filme do Monopólio já acredito em tudo - é sim a história do homem, Charles Darwin, que o escreveu e das dificuldades, principalmente a nível familiar, que ele teve de atravessar. Com o protagonismo a ser encabeçado por Paul Bettany e Jennifer Connelly, acho que razões não faltam para voltarmos atrás 150 anos. [ No último episódio dos Contemporâneos o Bruno Nogueira perguntava às pessoas o que achavam de Darwin e da sua teoria da evolução. Certo que a amostra foi pequena, mas é incrível como nos dias que correm ainda se dão a maçã e a serpente como certas].
Não conhecia este filme e o trailer não augura nada de bom. Então porque é que ele aqui está? A resposta tem apenas duas palavras: Yvonne Strahovski. Suspiro. Agora que o Chuck terminou qualquer desculpa é boa para ver e rever esta belíssima senhora. Suspiro ao quadrado.
Este tem direito a um espaço especial cá em casa. Há muito que perguntámos por este filme que vem com atraso gigantesco dum ano. O trailer faz dele uma certeza e Agosto é a data certa. Gostei muito do livro e fiquei curioso em relação aos mecanismos utilizados numa longa-metragem para contar uma narrativa tão complexa e fragmentada. Esta pequena amostra pouco adianta, mas mostra fidelidade absoluta ao espírito da história e confirma Rachel McAdams como uma das actrizes mais bonitas da actualidade.

Da noite de sexta

Podia ser da cerveja mas ia jurar que vi o Garden State a começar às 3 da manhã na RTP1.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Memórias de uma batalha

Cheguei ao fim de Battlestar Galactica. Num espaço curto de tempo devorei tudo. As estrelas, as naves, os discursos. É uma experiência inesquecível, dia após dia, entrar naquela nave e assistir a momentos que nos arrepiam, de angústia e adrenalina. Podemos encurtá-la no género da ficção-científica, mas quem lá esteve sabe que é mais, muito mais. Desde Lost que não vivia uma televisão tão cheia. E por ser dona de tudo isto, tudo o que eu vá dizer saberá, inevitavelmente, a pouco. Irei deixar memórias, fragmentos da viagem e não, não vou começar por uma foto da Tricia Helfer, isso seria demasiado fácil.

Bumblebee

Excluindo as FHM's Isabel Lucas e Megan Fox, quer me parecer que o melhor actor nesta fotografia é o gajo de amarelo.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

A ilha de Scorsese

Ainda não consegui compreender o porquê da persistência. DiCaprio não é um mau actor, é esforçado como poucos e faz de quase todas as suas escolhas tiros certeiros. Porém a sua luz não brilha mais do que aquilo que já vimos, existe nele todo um limite rígido, que encerra as expressões e actuações num loop previsível. É um actor competente que a meu ver nunca alcançará o monte do extraordinário. Daí a dificuldade de o encaixar, noite após noite, na obra de Scorsese. Juntos chegam à quarta colaboração, que pelo trailer de apresentação parece a mais negra de todas. Esperemos que seja desta que DiCaprio solte o colete de forças.

Humans only

Os outdoors andavam por aí, nos bancos, nas paragens, nos prédios. Ferramentas duma criativa campanha de marketing para o filme District 9. Só faltava uma coisa: os outdoors andarem por aqui, com boa resolução, de forma a poderem ser afixados aqui à porta. Bem, desejo concedido.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Filhas de peixe

Uma é loura, outra é morena mas ambas têm currículo cinematográfico e ambas são filhas de dois conhecidos actores de Hollywood. Sabem quem são estes senhores?

terça-feira, 2 de junho de 2009

Músicas com chuva #2

Prince - Purple rain



«i only wanted to see you laughing in the purple rain.»

David Lynch's Interview Project

Já arrancou o Interview Project. E o que é o Interview Project? É um projecto que, em princípio, envolverá entrevistas. Mas como é um projecto do David Lynch nem disto poderemos ter muito bem a certeza. Na apresentação do projecto, Lynch diz-nos que não há um plano traçado. Adivinha-se um vaguear ao longo de 20 mil milhas (é fazer as contas), em que pessoas vão sendo entrevistadas. Nas ruas, nos bares, na América esquecida. O site do projecto tem um mapa para identificar a localização de cada entrevistado. O primeiro é o Jess, homem de 64 anos que senta as barbas e as rugas na berma da estrada em Needles, California. Agora é seguir a viagem. E boas entrevistas.

segunda-feira, 1 de junho de 2009