terça-feira, 8 de janeiro de 2008

O Lado Parvo

Começo a acreditar que a mania dos tradutores dos títulos de filmes para português de estragar/ deturpar/ perder (por vezes isto tudo junto) informação nas traduções que fazem é obrigatória. Deve ser um artigo de um qualquer código de ética lá deles.

O Into the Wild vai ter em português o título O Lado Selvagem.
Não sendo gritante a transformação para o português, há alguma informação que se perde. Em primeiro lugar, porque o filme mantém o título do livro que lhe dá origem (por uma questão de princípio acho que os título dos filmes originais deviam ser mantidos sempre que possível, mas adiante).

Em segundo lugar porque se perde a idéia expressa em Into the Wild. O Lado Selvagem omite a força da mudança implícita na viagem rumo ao interior do "selvagem", força essa que é demonstrada numa das frases com que o livro se inicia: "I now walk into the wild".


Aproveito a deixa e deixo aqui a minha tradução preferida:
Analyse This - Uma questão de nervos.
(Que é justamente o que estas traduções me provocam)


Aproveito a deixa da deixa e pergunto:
qual é a tua?

6 comentários:

Knoxville disse...

Sou obrigado a responder com o recente: "Não me Toques nas Bolas"... enfim ;)

Jp disse...

Die Hard - Assalto ao Arranha-Céus

É preciso mais??

M.Ferreira disse...

Lost in translation, brilhantemente traduzido para O amor é um lugar estranho. E depois temos também o Million Dollar Baby com a tradução de Sonhos Vencidos. E pergunto, há pessoas que estão a ser pagas para fazer isto?

Jp disse...

Espero que não recebam muito. Mas há mais, muito mais!:
-The West Wing - Os homens do Presidente
-Nos James Bond, nem vou contar...
- The Shawshank Redemption - Os condenados de Shawshank

E podia continuar para sempre...

wasted blues disse...

"Lost in Translation" e "Million Dollar Baby" são bons exemplos. Lembro-me ainda de "Eternal Sunshine of the Spotless Mind" ou "Little Children".

JHB disse...

E o "Sweet and Lowdown" do Woody Allen que passou a um inexplicável "Através da noite"... A lista é interminável.