segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Embriagado de amor por este filme


Comprei recentemente o Punch Drunk Love por tuta e meia e foi das aquisições mais vantajosas e satisfatórias que fiz no mundo DVD. Sem exagerar tudo neste filme me deslumbrou. A começar pelo belíssimo poster, fantástica cena,belíssima capa que encerrava a obra. Aberta esta, arranca o início silencioso e quotidiano de câmara em carril, a deslizar de um lado para o outro enquanto nos orientamos na lógica do homem do fato azul, Adam Sandler. Nunca fui grande entusiasta das suas comédias mas aqui faz o chamado papelão, de cómico preso na amargura e na raiva dissimulada pela realidade envolvente, 7 irmãs, um trabalho sem piada, uma mulher que ele gosta e uma rede de chamadas eróticas que não o larga. Cada cena é uma fotografia e cada diálogo um rasgo do burlesco das relações e sentimentos. É nestes filmes, com personagens realmente estranhas, ou esquisitas se assim quiserem, que me vejo francamente reflectido,pois a vida, pelo menos a minha está carregada de peças e jarras, de tiques e manias, de comédias negras e de dramas cómicos. E um actor de comédia preso numa história assim, fez-me soltar valentes gargalhadas, coisa que não é fácil. De referir, bem ia falar nas cenas no supermercado e na música, mas depois vem tudo o resto e mais vale ver para crer. Passaram 90 minutos, o écran cai a negro e amanhã é dia de trabalho. O fato azul já está ali engomado e modéstia à parte, fica-me a matar.

2 comentários:

_Loot_ disse...

Filme fantástico aliás como todos de PT Anderson.

Muito bem filmado, muito engraçado, uma espécie de comédia romântica alternativa adorei.

O melhor filme de Adam Sandler sem dúvida. E a partecipação de Philip Seymor Hofman é estupenda :)

Abraço

M.Ferreira disse...

Ainda me interrogo como demorei tanto tempo a chegar a ele!
Abraço