segunda-feira, 17 de março de 2008

No baú

2 comentários:

Red Dust disse...

Um filme pouco conhecido tanto de Hoffman como de Peckinpah.

O realizador serviu-se de doses massivas de violência para marcar o 'ponto de vista' do protagonista.
Um filme forte e recomendável.

M.Ferreira disse...

Também gosto muito do filme, muito forte como a situação em si que leva Hoffman até aos seus limites, até aquilo que o homem comum pensa ser impensável. Maravilhoso também é o poster,qie num rosto quebrado consegue transmitir quase tudo. Uma das minhas imagens promocionais favoritas de sempre.Um abraço